OS LÍDERES EVANGÉLICOS DIZEM CHEGA HÁ IMORALIDADE DO SOCIALISMO.

Loading...
Loading...

Finalmente a grande comunidade evangélica brasileira em Portugal, está a mobilizar os seus fiéis que já possuem nacionalidade portuguesas a votar no Partido CHEGA.

O que ainda é para nós tabu como Comunidade Evangélica portuguesa, para os fiéis evangélicos brasileiros é algo absolutamente natural falarem e divulgarem as suas convicções políticas aos membros das igrejas que estão a pastorear.

Há quem creia, e eu também, que foram os evangélicos, e eles no Brasil são aos milhões, que colocaram Jair Messias Bolsonaro no poder. Segundo as estatísticas a Igreja Evangélica no Brasil neste ano de 2022 irá passar para o primeiro plano das religiões daquele país.

William da Silva

Em Portugal pessoas como o Pastor Elizeu Oliveira da Bobadela e o irmão William da Silva Quindeler, ativista Evangélico de Vila Franca de Xira como também a Pastora Octavia Santos de Cascais deram inicio a uma autêntica cruzada entre os evangélicos de nacionalidade brasileira a residir em Portugal, e como se tratasse de uma bola de neves, têm sido muitos os pastores e seus fiéis já detentores da nacionalidade portuguesa a aderir ao voto no Chega.

Isso não é de admirar na medida em que e impossível ser cristão e ser socialista ou de raiz marxista em simultâneo.

“Ninguém pode servir a dois senhores, porque ou há-de um e amar o outro ou se dedicará a um e desprezará o outro…” Mateus 6:24.

Octavia e Elizeu Oliveira

O marxismo autêntico sempre odiou e sempre odiará o cristianismo autêntico. Se não puder pervertê-lo, então terá de matá-lo. Sempre foi assim e sempre será. Por isso não foi de admirar que quando a líder da extrema-esquerda Catarina Martins citou várias vezes o Papa Francisco no seu debate com André Ventura, Portugal tenha desatado às gargalhadas.

E o que dizer do António Costa líder do Partido Socialista a citar António de Oliveira Salazar, rs…

Os mais novos não sabem o que foi a “cortina de ferro” e a “cortina de bambu”, assim como a sentença que caía na antiga Albânia e também em outros países ser apanhado com uma Bíblia. Era a pena de morte.

O marxismo verdadeiro é uma crença, uma visão do mundo, “uma fé”. O socialismo nada mais é do que a aplicação dessa fé por um governo totalitário. O comunismo, por sua vez, é apenas a “escatologia” marxista, o suposto mundo paradisíaco que brotaria de suas “profecias”. Tendo nascido dos pressupostos cristãos, o marxismo roubou os seus absolutos e se apresenta como “a verdade” absoluta, como o único caminho para a redenção da humanidade. E ainda que tenha se apossado dos pressupostos cristãos, inverteu tais pressupostos tornando-se uma HERESIA ANTI-CRISTÃ.

SER CRISTÃO e votar em partidos políticos que aceitam o aborto, a eutanásia, a orientação LGBT (é o acrônimo utilizado para se referir às pessoas lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros e travestis. Posteriormente, a sigla passa por alterações para incluir outras orientações afetivos-sexuais, identidades e expressões de gênero ), casamento de pessoas do mesmo sexo, legalização de drogas leves, etc.…É O MESMO QUE RASGAR A BÍBLIA SAGRADA.

A fé cristã e o comunismo são ideologicamente incompatíveis.

“Porventura andarão dois juntos se não estiverem de acordo” Amós 3:3.

De seguida amigo leitor pode ler a carta que está a ser enviada através das redes sociais aos pastores e fiéis do Minho ao Algarve e da Estremadura às Beiras.

“A paz do Senhor pastores e amigos!

O motivo do meu contacto hoje é diferente daquele que temos tido nos últimos dias.

Creio que os Srs. sabem que no dia 30 de Janeiro vão ter lugar as eleições legislativas em Portugal, na qual votaremos para eleger os próximos deputados, como também o próximo Primeiro Ministro de Portugal.

Sabemos também que Portugal é governado por um partido e um sistema da esquerda já a algum tempo, a qual tem trazido desgraças, aumento de impostos, desigualdade social de forma desenfreada.

A ESQUERDA é mais do que um partido, é um sistema que onde ela se infiltra (Qualquer país), ela destrói a nação moralmente, com suas ideologias de géneros, incentivo ao racismo, violência desenfreada, legalização de drogas, apoio ao aborto, perseguição aos cristãos, e muitos outros motivos que poderei mostrar em uma conversa pessoal com quem queira.

Por esses motivos estou entrando em contato com vários amigos pastores e líderes de igrejas, sabemos que nosso dever é com CRISTO, mas isso não nos inibe de nos posicionarmos contra essa onda maligna da esquerda que assola Portugal, como cristãos temos o dever de nos posicionarmos contra essa agenda anti-cristã, e a melhor forma de fazermos isso é VOTAR.

Fui contactado por um integrante da alta cúpula do partido CHEGA, partido o qual tem o Deputado Dr. André Ventura como Presidente, para ser o ELO de ligação entre o partido CHEGA e a comunidade evangélica BRASILEIRA, função a qual de imediato aceitei voluntariamente.

Então peço pela nossa grande amizade, que os Srs. que puderem PASSEM ESSA MENSAGEM adiante e incentivem aos seus liderados a votar no dia 30 de Janeiro. O Dr. André Ventura não é o líder perfeito, porque como todo homem também comete falhas, mas sem dúvida é o melhor candidato que temos nessa nação, é um homem que acredita e professa sua fé em Deus, acredita na família, e ama a sua nação…

Então peço aos pastores incentivem ao voto, aqueles que podem votar, no dia 30 VOTEM NO CHEGA…

Estou disponível para qualquer esclarecimento” . William da Silva Quindeler. Ativista Evangélico. Vila Franca de Xira.

Entretanto na altura em que este artigo está a ser escrito, já várias igrejas evangélicas da Comunidade brasileira começaram a entrar em contacto com o ativista Evangélico desde, Cascais, Vila Franca de Xira, Porto, Azambuja, Carregado, Alenquer, Benfica, Olivais, Oeiras, Almada, Barreiro, Charneca da Caparica, Montijo, Seixal, Amora, Setúbal, Santarém, Abrantes e São João da Talha.

“Olá a todos,
Meu nome é Pedro Nunes, sou Pastor Presidente da Comunidade Evangélica Missão e Resgate Ebenezer localizada no Barreiro/Setúbal e venho expressar o meu apoio ao partido CHEGA e ao candidato ANDRÉ VENTURA.
Dia 30 Janeiro votarei CHEGA por um Portugal com Deus, com mais amor pela pátria, mais amor pela família e com mais condições para todos podermos trabalhar!
DEUS ABENÇOE PORTUGAL”.

“Graça e paz a todos!
O meu nome é Joelson Vieira e sou cantor e presbítero na Igreja Evangélica Assembleia de Deus. Moro em Portugal há 17 anos e durante esse tempo em Portugal, tive a oportunidade de votar nas últimas 3 eleições. Desde o momento que obtive o direito de votar, sempre fui um eleitor do partido CHEGA do Dr. André Ventura, entendendo que as suas ideias, seriam as melhores para combateremos o socialismo em Portugal. O Chega tratando se de um partido de direita, para nós que somos cristãos e conservadores, devemos lutar contras todas ideologias, que não se condiz com, os nossos ensinamentos cristãos“ Prior-Velho. Lisboa.

Joelson Vieira, cantor e presbítero na Igreja Evangélica Assembleia de Deus

“Paz a todos!
Nós evangélicos não queremos perder mais tempo e deixar mais as coisas se desenvolverem em declínio da moral e dos bons costumes como em alguns países, onde a esquerda o socialismo e o comunismo tomaram conta fazendo assim culminar em perseguição e perda de direitos por parte dos conservadores, estamos vendo as autoridades enveredarem para o mesmo, lamentável, o cenário de banalização da promiscuidade aprovando leis baseadas em ideologias sem dar importância a ciência e a lógica e como se não bastasse querem taxar de extremo, preconceituoso e racista quem pensa diferente, e por isso que eu e todos os intelectuais com quem tenho contacto apoiamos o partido Chega para representar os nossos interesses morais na política de Portugal”.
Heliomar Lacerda Chaves.
Santarém.

O Pastor Erivan Alves de Lisboa, conhecido conferencista evangélico que viaja do norte ao sul do país como também pela Europa enviou-nos o seguinte depoimento: “Venho por meio desta mensagem expressar a minha opinião que estou a favor do partido do CHEGA. Queremos a liderança do senhor André Ventura. CHEGA…de partido da ESQUERDA. Vamos avançar com a liderança da DIREITA…”. Pastor e conferencista Erivan Alves é conhecido e reconhecido por toda a comunidade Evangélica brasileira e tem na sua rede social de amizade, centenas de pastores que são seus amigos.

“Apoio e votarei na direita porque ela defende os direitos éticos da família, valoriza a vida desde o ventre da mãe.
É o que me faz apoiar e ter uma escolha. O meu voto e o meu Partido e o CHEGA do Dr. André Ventura”.
Pastor Luís Martins.
Benfica, Lisboa.

De acordo com o Pastor Paulo Almeida a residir no Rio de Janeiro e que no passado viveu durante 10 anos na Rinchoa, Linha de Sintra, por ocasião do governo de José Sócrates diz que “ver mudanças em Portugal, que é a terra que eu gosto de estar eu penso que o CHEGA é o partido que tem apresentado a Portugal o melhor programa eleitoral para as Legislativas.

Realmente valem a pena serem colocadas à prova e que valem a pena serem praticadas para o beneficio do povo e da própria nação e com relação ao Dr. André Ventura, acho que as coisas estão a caminhar bem. Se eu estivesse a residir em Portugal hoje, certamente estaria a apoiar o partido Chega e o Dr. André Ventura. Isto porque tenho o desejo de ”.

“Graça e paz,
Tenho visto no cenário mundial como os valores/princípios têm se deteriorado a cada dia, não posso deixar de enfatizar que o socialismo/comunismo tem a maior parcela de responsabilidade neste resultado. Temo que em Portugal cheguemos a uma situação irreversível como podemos ver em alguns países que o socialismo/comunismo persistiram no governo, é por este motivo que tenho apoiado o Chega e continuarei apoiando enquanto acreditar que é um partido que irá defender os valores do cidadão de bem”.
Pastor Jacksoneli Lacerda Chaves.
Santarém.

A Igreja em Portugal por intermédio da Comunidade Evangélica brasileira está em concordância e vai votar CHEGA. Será que os irmãos evangélicos ( gigante adormecido ) portugueses vão ter também a iniciativa e dizer NÃO ao socialismo anti-cristão e votar Chega ?!

“Em verdade também vos digo que, se dois dentro vós, sobre a terra, CONCORDAREM a respeito de qualquer coisa que, porventura pedirem, ser-lhes-á concedido por meu Pai, que está nos céus”. Mateus 18: 19-20.

LEGISLATIVAS: O PROGRAMA DO CHEGA EM 7 ÁREAS.

Com o lema “Contra os socialismos”. Conheças as propostas previstas em sete áreas:

SAÚDE/SNS

O Chega pretende reformar o SNS “através de compromissos e concorrência equilibrados entre os setores público, privado e social”, incentivando “a contratualização, parcerias público-privadas ou modelos de gestão por objetivos, bem como a possibilidade de generalização do modelo da ADSE”.

TRABALHO/SALÁRIOS

Na única proposta referente ao mercado laboral, o Chega defende “a atribuição de benefícios fiscais nos primeiros anos de inserção dos jovens no mercado laboral, bem como a empresas que contratem sem termo certos jovens ou jovens que tenham emigrado há pelo menos dois anos”.

IMPOSTOS

O Chega pretende diminuir “o peso do Estado na economia reduzindo os impostos”, propondo medidas como a implementação de uma taxa única de IRS, com um patamar de isenção, e a redução do IRC.

JUSTIÇA/COMBATE À CORRUPÇÃO

O Chega quer reformar o sistema de justiça “pela conjugação entre o princípio do poder dissuasor das leis, traduzido no agravamento de penas, e o princípio da simplificação e desburocratização das leis e da sua aplicação”.

O partido liderado por André Ventura propõe a reintrodução da prisão perpétua para crimes como homicídios, terrorismo ou corrupção, a revogação do efeito suspensivo de recursos para o Tribunal Constitucional e a “aplicação da prisão preventiva a suspeitos de crimes de colarinho branco e criminalidade económico-financeira organizada”.

REGIONALIZAÇÃO

No programa eleitoral do Chega não consta qualquer proposta sobre a regionalização.

CLIMA

A única medida sobre o clima que consta no programa do Chega prende-se com os habitantes em zonas rurais: o partido promete desenvolver “políticas que assegurem que os projetos de energias alternativas – solares, hidráulicos ou eólicos – garantam rendimentos aos particulares residentes” nessas zonas.

SISTEMA POLÍTICO

Sem identificar propostas para o sistema político, o programa eleitoral com que o Chega se apresenta às legislativas de 30 de janeiro defende, sobre a organização do Governo, a criação do “Ministério da Família para assegurar a reconstrução moral, cívica, cultural ou económica da família nas diversas áreas da governação”.

Provérbios 28:12 Quando os justos triunfam, há grande glória; quando os ímpios tomam o poder, o povo corre em busca de um lugar para se esconder.

Dia 30 de Janeiro vá votar. Seja responsável. Ajude Portugal a mudar para melhor.

Deus, Pátria, Família e Trabalho.

Spread the love
                 
   
A %d blogueros les gusta esto: