Luc Mombito faz, em Évora, a intervenção política de um dos militantes mais apaixonados pelos ideais do Partido Chega!

Caros leitores, hoje não vou opinar… vou apenas transcrever a declaração política do meu irmão na Fé, Luc Mombito!

Luc Mombito, militante do Partido Chega.

«Sr. Presidente e Membros da Mesa Nacional,

Sr. Professor Doutor André Ventura,
Caros Presidentes das distritais, que na pessoa do Anfitrião desta belíssima terra, O Sr. Carlos Magno Magalhães, deixo os mais calorosos cumprimentos.

Caros congressistas, convidados, Observadores, militantes do CHEGA, Portugueses,

Gostaria, antes de mais, de felicitar a coragem , a ousadia e o sentido de missão que tornaram possível este Projecto que nasceu para transformar Portugal!

O nosso Partido, que contra tudo e contra todos, cresce cada vez mais , merece a nossa maior dedicação patriótica, mas também o nosso maior zelo para não defraudar a esperança que todos os patriotas depositam .

Desde logo, é imperioso ter em conta que é lá fora que se encontram os nossos adversários, e não cá dentro!

As dores de crescimento fazem parte de qualquer percurso em ascensão, mas nunca devem ser o ponto de partida!

Tenhamos noção que há quem lute diariamente contra os mais perigosos inimigos da nossa Democracia, a começar pelo nosso único Deputado na Assembleia da República, de seu nome André Ventura.

Mas também sei que em cada militante, lá fora , há uma semente de esperança que serve de espada e escudo na defesa dos nossos ideais!
Por favor, Não desfraudemos a esperança em nós depositada!

Estamos aqui para encontrar um caminho e um destino comum para bem do nosso futuro,
Não estamos aqui para lavar a roupa suja em frente às câmaras, e em busca de protagonismos e alimentação de Egos! Nunca falei num evento político e é a primeira vez, é arriscado para mim falar num partido conotado com a extrema-direita. Cada um de nós é a cara deste partido, cada um de nós é a cara do Chega nas nossas famílias, nos nossos bairros. Eu gostaria de sentir que sou apoiado cada vez que falo dos Mamadous e das Joacines das nossas vidas, porque são da minha raça e també sou mal intrepretado dentro da comunidade. Mas se não sinto esse apoio, se olho para dentro e vejo injúrias, e vejo confusões que não interessam a ninguém, eu perco a força! Eu perco a moral! Eu preciso da vossa força para apontar o dedos aos erros e aos enganos e às mentiras que dizem a todos: que somos racistas, que somos xenófobos, que somos homofóbicos! E não somos nada disso!

Caros companheiros! Queremos um País mais justo, onde a Justiça funcione, e onde os trabalhadores, que pagamos os nossos impostos, não sirvam apenas para sustento de uma classe política depravada e desprovida de valores!

Os portugueses nunca perdoariam uma traição das suas expectativas,
Por isso, cumpre unir esforços em torno do nosso líder, cada um naquilo que lhe compete,
Pois é na união que nasce a força , e é em torno de um líder, de um Partido e de um Projecto sólidos que ganharemos o governo de Portugal!

Quando um amigo meu, com quem eu cresci desde os 16/17 anos, me pede para vir ajuda-lo naquilo que for necessário eu deixei Inglaterra e vim para Portugal. Porque acreditava nele e no seu projecto… E tenho os meus projectos pessoais também.

Sou binacional, sou Congolês de origem com muito orgulho, e sou Português com imensa honra! Obrigado Portugueses, obrigado Portugal por me acolherem porque é na união que nasce a força em torno em um partido, de líder e de um projecto sólidos que GANHAREMOS O GOVERNO DE PORTUGAL!

Viva o chega!
Viva Portugal!»

Évora, 19 de Setembro de 2020.

Spread the love
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
A %d blogueros les gusta esto: