DIFERENÇAS QUE DEVEM SER NOTADAS E COMENTADAS NO BRASIL DE HOJE.

Quem é o Pastor Evangélico Paulo Almeida?
Pedro Paulo Almeida da Cruz, brasileiro natural de Petrópolis, Rio de Janeiro, divorciado, pastor, Teólogo, PhD Direitos Humanos, Estudou nos USA, viveu na Europa por anos, hoje divide seu tempo entre o Brasil, onde viaja a fazer palestras e falar do amor de Deus e a Europa, onde tem boas bases a manter. 
Quer falar-nos um pouco destas últimas décadas?
Nos meus 60 anos de idade, bem vividos e viajados por três continentes, tenho observado governos e povos…
Vejo governos ascenderem e permanecerem, mas também vejo governos caírem e de forma assustadora…
Vi o muro de Berlim cair, vi o Iraque se devastado em nome de uma mentira de existência de armas de destruição maciça, etc… Tenho observado hoje, uns Países que estão mais em evidência na mídia e dentre eles, a Venezuela, que pela negativa, deixou de ser uma grande economia, um País próspero e de qualidade de vida linda, cobiçada até mais, devido ao interesse em se destruir os bons costumes de se colocar a esquerda em evidência e , diga-se de passagem que onde entra a esquerda, o nome de Deus é banido, vi este País mergulhar em desgraça. 
E quanto ao Brasil o que foi que aconteceu?
Vi o Brasil, um gigante que estava caído, sendo destruído pela tentativa de perpetuamento da esquerda em sua hostes da política, mas, sendo o Brasil um País possuidor de um povo, que na hora certa sabe a quem recorrer e como recorrer, vi então um povo dentro do Brasil a orar ao Deus da Bíblia, a buscar a sua face e a suplicar que Deus os ajudasse mudar o País e a voltarem a ser uma nação onde Deus é louvado, onde a Família tem prioridade e respeito, onde o respeito deve ser mantido, onde as leis têm de ser cumpridas e onde um presidente da república deve ser amado, respeitado, temido pelos errados e onde o presidente da república, é mesmo o herói do povo.
E Jair Bolsonaro?
Pois bem, vi no Brasil um homem sem dinheiro, sem apoio de nenhuma mídia, sem apoio político que valesse a pena considerar, entrar em uma corrida desigual, em uma corrida de lugares marcados e para surpresa de todos, ganhar as eleições para a presidência do Brasil. E uma das perguntas que mais se fez ao observar esta vitória foi: «como pode com apenas menos de R$ 4.000.000,00 de reais, fazer uma campanha, ganhar e ainda ter um saldo positivo de mais de R$ 1.500.000,00 para doar a instituições de caridades.» Sim como pode isso ocorrer? Bem vi um homem simples que se lançou nesta disputa colocando Deus em primeiro lugar em sua vida e depois a família e com um slogan: Brasil acima de tudo e Deus acima de todos».

Bolsonaro agradece a los evangélicos su ayuda para cambiar a Brasil


Crê então que a oração do povo evangélico moveu montanhas?
Ao colocar Deus como senhor desta nação e de sua vida, foi abençoado e hoje temos visto o Brasil como o País com maior êxito no combate ao COVID 19, temos visto em plena crise, a economia do País crescer de forma admirável, cumpriu-se a promessa  de Deus para nós povo brasileiro de Jeremias 33:3, e temos visto, um País revivendo sua cidadania, seu amor pela pátria, temos visto um povo que sai nas ruas com sorriso na cara ao falar-se do seu presidente, temos visto um presidente que pára o carro no meio da rua e vai falar ao seu povo com carinho, que entra em locais comuns e simples para comer junto com gente comum num boteco ou mesmo um quiosque na beira da rua.
O Brasil hoje é outro!?
Temos visto o Brasil a ser reconhecido como nação importante, como nação em que vale a pena investir, temos visto alianças de grande porte entre o Brasil e outros grande países com Israel, USA, e outros mais, temos visto o dinheiro entrando dentro do País e com vontade de ficar e temos visto que o Brasil voltou a ser respeitado na comunidade internacional como um País sério e de respeito.
Em fim recordo-me de um texto Bíblico que diz: » Feliz é a nação cujo Deus é o Senhor.» Sl 33:12 . E mais não digo.
Dr. P. Paulo Almeida / PhD Direitos Humanos.
Esta entrevista é da autoria de Davide Pereira. Finlândia.

Deja una respuesta